Hotel Meira: da praia para o Caminho de Santiago

Segmento dos peregrinos está a aumentar. E a colmatar a sazonalidade associada a um destino de praia. Boas notícias para uma unidade que aposta em melhorias constantes como forma de atrair e fidelizar os clientes.

suite_baixaUm negócio familiar com 81 anos de existência. Este é o Hotel Meira que deve a sua origem ao restaurante e pensão Meira. Um negócio que vai a caminho da terceira geração e que conseguiu, ao longo do tempo, não só manter-se no mercado como evoluir e atingir a classificação de quatro estrelas. A única unidade hoteleira de Vila Praia de Âncora.

A localização determina o pico do negócio. A praia define os meses quentes de Verão como o período de maior procura. Mas é algo enganador. Porque o Hotel encontra-se num local privilegiado para poder visitar toda a região. Caminha, Viana do Castelo, Ponte de Lima e mesmo Valença. Cidades relativamente perto e que podem e devem ser visitadas por quem se sitiar em Vila Praia de Âncora.

Mas vamos por partes. Apesar da sua idade, e talvez por isso, a família Meira tem procurado fazer melhorias constantes no sentido de proporcionar melhores condições aos clientes e conseguir, com isso, contrariar a sazonalidade típica de um destino de praia. As últimas, realizadas aquando da conquista da quarta estrela, incidiram sobre a maioria dos quartos (a outra parte tinha sido anteriormente intervencionada). Cores mais neutras, e decoração contemporânea. E, se até aqui o hotel tinha optado por ter um único preço, independentemente do tipo de quarto selecionado, com a remodelação concluída já será possível diferenciá-los. Sendo que talvez um dos tipos de quartos mais apelativos seja o que tem um terraço.

Mas um hotel é mais do que apenas quartos. E no Hotel Meira, por muito bonitos que estes sejam, claramente, o seu ponto forte é a simpatia dos funcionários aliada à boa comida (ou não tivesse iniciado atividade como restaurante). Sendo que a unidade opta por estratégias diferenciadas consoante a altura do ano. No verão, e porque as pessoas querem refeições mais rápidas, para aproveitarem a praia (ou piscina) ao máximo o restaurante Dona Belinha (em homenagem à fundadora – que assumia o papel de cozinheira) disponibiliza um buffet, ao almoço e ao jantar. Este caracteriza-se por uma grande variedade em termos de entradas e sobremesas, uma sopa, um prato de peixe e outro de carne. Um reparo: há mesmo uma grande variedade. Desde camarões, inúmeras saladas, pratos frios, … O objetivo é mesmo o de conquistar o cliente pela gula. O que não é difícil de conseguir.

Para os próximos anos a estratégia de melhorias irá continuar. Nos planos está a remodelação (diga-se pintura) da fachada assim como a transformação da área da piscina interior (que está situada numa espécie de pátio). Embora ainda não esteja totalmente definido o que será feito a proposta com mais adeptos (diga-se que suscita maior interesse) é o de transformar a área num spa. O que será especialmente aliciante para o cliente de inverno.

Por outro lado, e dado que foi criado o circuito do Noroeste, referente aos Caminhos de Santiago, o hotel tem recebido inúmeros peregrinos. E o que começou por ser um nicho de mercado está a ganhar importância. De tal forma que o Hotel está a trabalhar no sentido de lhes proporcionar melhores condições e de as comunicar de forma mais assertiva.

Para quem quer conhecer o Alto Minho este é um bom ponto para assentar as “bases”. Vila Praia de Âncora, e o Hotel Meira, ficam no centro das cidades mais importantes/interessantes. Melhor ainda. Esta é uma região passível de ser visitada durante (quase) todo o ano.

www.hotelmeira.com

Por Alexandra Costa/OJE

Anúncios