Em julho, a música está Alive

The Chemical Brothers, Pixies, Radiohead, Arcade Fire, Tiago Bettencourt e AGIR são apenas alguns dos nomes que irão passar pelo Passeio Marítimo de Algés, em mais uma edição do NOS Alive.

CROD5306-2-940x380É um festival que atrai milhares. Inclusive do estrangeiro, com o mercado espanhol a ganhar pela vantagem da proximidade. A força do cartaz e a divulgação do mesmo a nível internacional assim o proporciona. Estamos a falar do NOS Alive que leva autenticas multidão numa espécie de romaria ao Passeio Marítimo de Algés.

O passe de três dias colocado à venda é dos primeiros a esgotar. Segue-se o dia com o cabeça de cartaz mais apelativo. Este ano, o segundo dia, que leva a palco nomes como os Radiohead, Tame Impala, Foals e Years & Years (para mencionar apenas o palco NOS) esgotou rapidamente. Os outros dois dias estão a ir pelo mesmo caminho. Feitas as contas, prevê-se que cerca de 160 mil pessoas tenham um fim de semana com muita e boa música.

Para quem quer aproveitar o festival ao máximo, há que cumprir certas normas: chegar com antecedência (afinal são cerca de 55 mil pessoas por dia a entrar no recinto), aproveitar os transportes públicos (não há assim tantos lugares de estacionamento, além de que, nesses três dias, o local é uma autêntica confissão), ter em atenção aos objetos proibidos (objetos perigosos (canivetes, qualquer tipo de arma, correntes, cintos e/ou pulseiras pontiagudas, etc.); garrafas plásticas com tampa; bebidas alcoólicas; caixas com comida; máquinas fotográficas/ filmar profissionais; stick Go Pro/ selfie stick; gravadores de som; animais; capacetes; objetos de vidro (garrafas/perfumes, etc.); chapéu-de-chuva; qualquer objeto que possa ser arremessado). Também deverá levar protetor solar, óculos de sol e/ou chapéu ou boné, tampões para os ouvidos, identificação pessoal e ainda agasalhos para a noite. E depois… depois é desfrutar da música.

Tudo começa na quinta-feira, 7 de julho, dia em que 32 artistas sobem ao palco e onde a multidão esperará ansiosa pelos Pixies e pelos Chemical Brothers, os principais nomes do primeiro dia do NOS Alive. E esperam-se novidades, ou não tivesse a dupla britânica apresentado o seu novo trabalho em julho de 2015. Já os Pixies vão relembrar grandes êxitos dos seus 30 anos de carreira, tais como “Here Comes Your Man”, “Debaser”, “Were is my mind” ou “Hey”.

Já o EDP Fado Café será preenchido por nomes como Raquel Tavares e Marco Rodrigues. Num outro estilo, o palco Heineken sugere The Happy Mess (que apresentam o novo álbum “Half Fiction”), LA (com o último trabalho de originais – “From The City To The Ocean Side”) e ainda Sean Riley & The Slowriders, cujo álbum entrou diretamente para o 4.º lugar do Top Nacional de Vendas.

Na sexta (dia 8 de julho), dia que já está completamente esgotado, o destaque vai, claramente, para os Radiohead, até mesmo porque este é um concerto único em Portugal de uma banda que esteve, nos últimos quatro anos, afastada dos palcos.

Cabe aos Arcade Fire encerrar a edição deste ano do NOS Alive, num dia em que sobem aos palcos nomes como José González, Little Scream, Paus, AGIR, Band of Horses, Tiago Bettencourt, entre muitos outros.

Por Alexandra Costa/OJE

Anúncios