Sushi em Lisboa? No Yakuza, claro!

Novo espaço de Olivier abriu na antiga Real Fábrica das Sedas, junto ao Largo do Rato.

Yakuza

Para entrar temos de subir uma pequena escada e tocar à campainha. Esperar que se abra uma portinhola e só depois entramos dentro daquele que é o novo restaurante by Olivier. O Yakuza que tem, agora, uma nova morada. Na Rua da Escola Politécnica, 231 – 1º Esq, em Lisboa.

O espaço conta com várias salas o que permite não só criar ambientes distintos como incentiva a refeições mais intimas. A decoração é sóbria e sumptuosa, com lustres e sofás confortáveis. Mas toda a ação decorre no balção. Lá é possível ver os “mestres” diga-se os shushimen em ação. Com uma vantagem adicional (e muito mais interessante): a vista para o jardim (e lago) japonês.

Mas vamos ao que interessa: a comida. O Yakuza First Floor corre o sério risco de conquistar o título de um dos melhores restaurantes de sushi em Lisboa. Ingredientes fresquíssimos, inovação e coragem na criação de novos pratos e sem medo de investir na fusão de gastronomias. A prova está numa versão “japonesada” do mini bitoque.

Yakuza

A carta é variada e simplesmente deliciosa. O que dificulta, e muito, a escolha. Desde a Salada Yakuza, ao Temaki Califórnia ou ao Nigiri New Style… apetece comer um pouco de tudo. E depois há também o sashimi, os makizushi (experimente o Tirashi maki e o Shiromi maki) e os Gunkans (aqui claramente o vencedor é o Gunkan de Kobe, com wagyu, foi egras, cebola confitada e teriyaki).

Nos pratos mais compostos, se ainda tiver estômago para eles, há de tudo um pouco. Desde asinhas de frango levemente picantes com flor de sal e lima (ou, para ser mais exacta, Tori no tebasaki), a Shake Yaki (salmão, teriyaki e flor de sal), a um Kuru Tara (bacalhau negro do Alasca marinado em sayko). Para acompanhar pode escolher um (ou mais) de quatro acompanhamentos: espargos com soja de sésamo; couve flor com molho de cebola e sésamo; beringela em molho dengaku; ou cogumelo japonês com molho de sésamo.

Yakuza

Em alternativa pode-se optar por algo mais leve e ainda mais asiático: a tempura e as massas. E nem pense em sair sem comer (aliás, deliciar-se) com uma sobremesa. Há opção para os mais e os menos gulosos. Uma sugestão? A geleia de café, limão e nata. Ou então o creme queimado de jasmim, manga e sansho.

Uma pequena nota. Como bom restaurante de gastronomia japonesa o Yakuza tem, obrigatoriamente, na sua carta de bebidas, opções japonesas, nomeadamente na secção de cervejas. Se prefere bebidas não alcoólicas siga um conselho: opte por um dos vários chás.

Yakuza

Se a visita ao Yakuza for ao fim do dia aproveite, vá com tempo, desfrute do bar, tome uma bebida e descontraia no jardim. Um pequeno paraíso, bem no centro de Lisboa.

Yakuza First Floor by Olivier

Rua da Escola Politécnica, 231, 1º Esq – Lisboa

Por Alexandra Costa/OJE

Artigo publicado a 20/01/2016

Anúncios