Terreno Selvagem no D. Maria II

É uma estreia absoluta e vai estar em cena durante o mês de janeiro. Um espetáculo criado a partir de um texto de Miguel Castro Caldas.

A cena é despojada. Uma sala confortável, mobilada com gosto mas sem luxo. À vista, duas portas. Uma que conduz ao hall, a outra ao escritório. Entre as duas, um piano.

Uma sala “normal” com plantas, livros, televisão e alguns objetos decorativos. Uma casa familiar onde se nota a presença de crianças. E a prova é que adormeceu no sofá. A mãe está lá dentro, o pai está lá fora.

A peça, criada a partir de um texto de Miguel Castro Caldas, conta com as interpretações de Pedro Gil, Raquel Castro e Joana Bárcia e estará em cena de 15 a 31 de janeiro, na Sala Estúdio, de quinta a domingo.

Os bilhetes custam 12 euros, havendo descontos às quintas-feiras e para famílias.

De referir que, no dia 27 de janeiro, será possível conversar com os artistas após o espetáculo, que no dia 30 haverá uma masterclass ministrada pelos intérpretes e ainda que, no dia 31, a sessão contará com interpretação em língua gestual portuguesa.

Terreno sem Fim
Teatro Nacional D. Maria II – Sala Estúdio
15 a 31 de janeiro
Quartas – 19h30
Quintas-feiras a sábado – 21h30
Domingo – 16h30 Bilhetes – 12 euros
www.teatro-dmaria.pt/

Por Alexandra Costa/OJE

Artigo publicado a 08/01/2016

Anúncios