Exótico Viagens compra Destinos

exoticoonline2014 Termina com grandes mudanças na Exótico Viagens e Turismo, Lda. A detentora da Exoticoonline anunciou, ontem, em conferência de imprensa, a aquisição da Destinos, operador turístico especializado em Portugal (nomeadamente Algarve) e Sul de Espanha.

O anúncio foi feito por Rembert Euling, que detém a empresa Full Services Portugal – que representava a MTS no mercado nacional e que, juntamente com a Geowinds, com esta iniciativa, vai deixar de existir – e por Miguel Ferreira, director-geral e sócio (com 30% do capital) da Exoticoonline.

A acção entra em vigor no início do ano e acarreta uma reorganização da empresa. O objectivo, segundo Rembert Euling, foi o de simplificar e de focalizar a atenção no core business. As duas marcas serão mantidas, nos seus negócios. A Destinos continuará a operar o mercado algarvio e o Sul de Espanha enquanto a Exoticoonline manterá a sua atenção no Brasil e nos Estados Unidos da América. Para o mercado tudo continuará na mesma. Não estão previstas mudanças de imagem e o backoffice e call center será o mesmo. As mudanças ocorrerão a nível jurídico.

Rembert Euling revelou que a empresa está a desenvolver soluções electrónicas com o objectivo de ajudar os parceiros. E relembra que o mercado tradicional está lentamente a ser substituído pelo online/digital. O executivo acredita mesmo que, em 2015, cerca de 2/3 do negócio será online.

Em relação à estratégia para o próximo ano Miguel Ferreira revelou que será lançada uma terceira marca, Top Secret Luxury, para um segmento mais “upscale”. Embora não tenha adiantado perspectiva de quanto poderá representar nas receitas totais do negócio o executivo referiu, ao Opção Turismo, que é algo completamente novo no mercado nacional.

Ainda em relação a 2015 o objectivo é consolidar, mesmo porque este ano a empresa perdeu um cliente importante no mercado alemão. Os valores adiantados quanto a perspectivas de negócio apontam para uma facturação de 5,5 milhões de euros, resultados das vendas de 2,5 milhões, referentes à Exoticoonline e a cerca de 3 milhões da Destinos.

A MTS não sofrera alterações. O seu negócio de incoming (cerca de 600 mil passageiros) continuará a estar mais focados nos principais mercados – Reino Unido e Alemanha. Número que Raquel Oliveira, directora-geral da MTS, pretende aumentar em, pelo menos, 15 por cento.

Alexandra Costa – 10Dezembro2014@Opção Turismo

Anúncios