A Serenada – Enoturismo: Da paixão pelo vinho à arte de bem receber

Com apenas quatro meses de existência, esta unidade de enoturismo, perto de Grândola, já ganhou o seu espaço na oferta hoteleira desta zona do Alentejo.

IMG_8762O acesso de estrada em terra batida poderá desanimar alguns, embora a distância não seja longa. Mas no final depara-se com um sossego impagável. A Serenada – Enoturismo, perto de Grândola, tem apenas quatro meses de existência e disponibiliza quatro quartos. A proprietária, Jacinta Sobral, começou por apostar no vinho, através de vinhas velhas, plantadas pelo seu pai, em 1961, e por vinhas novas, plantadas em 2008. Da paixão pelo vinho seguiu-se a vontade de ir mais além. E assim, um projeto inicial que era de habitação própria evoluiu para uma unidade de agroturismo. Sempre com o objetivo de ser feito “à séria”.

Espaços amplos, onde o tradicional se junta ao internacional. É desta forma que A Serenada – Enoturismo se define. Não se admire se encontrar pedaços de história, como os puffs (no formato de sacas) confecionados com linho antigo da herdade, ou de ver um quadro com a roupa interior da avó de Jacinta na casa de banho pública. Ou alguns pormenores, por exemplo o abajur indiano, das viagens que a família faz.

Ir à Serenada – Enoturismo é recuperar energias. Depois de uma séria reflexão a proprietária decidiu que os quartos não deveriam ter televisão (apesar de estarem preparados para tal). Esta apenas existe na sala de estar. Uma forma de fomentar o convívio e o descanso. E, para compensar, os hóspedes têm acesso a uma vasta biblioteca, com livros de variados temas e diversos jogos de mesa. Mas o fim da tarde é tipicamente passado em dois ambientes distintos. No verão junto à piscina panorâmica a desfrutar de um dos vinhos da casa. O rosado de touriga nacional, uma experiência de cerca de 300 garrafas, praticamente desapareceu. Em alternativa, pode-se optar pelo branco. Com o frio a chegar nada melhor do que apreciar a noite com uns petiscos, um vinho tinto junto ao calor da lareira.

Vinho inspirador

Sem esquecer que o acordar é completamente diferente do habitual citadino. As manhãs nascem com o chilrear das aves que por ali vivem e a vista abre-se para uma paisagem de montado e para uma plantação de pinheiro manso. Depois, é aconchegar o estômago com alguns petiscos. De lamber os “beiços”. Imagine sumo natural, pão alentejano e compotas caseiras. Não deixe de experimentar uma “invenção”. A geleia de vinho tinto (feita à base de touriga nacional) ou a de vinho branco.

O vinho está sempre presente no quotidiano de A Serenada – Enoturismo. Quer seja porque a unidade está no centro da vinha, porque à refeição prova-se os vinhos da casa ou porque os pratos (quando solicitados) têm este ingrediente na sua realização. Imagine um bacalhau à costa alentejana (que leva vinho branco), umas bochechas de porco estufadas e vinho tinto ou um frango com molho de vinho branco…. E, para sobremesa, uma mousse de chocolate com vinho tinto Serras de Grândola (touriga nacional) e azeite. De comer e chorar por mais.

Quando A Serenada arrancou com a oferta de alojamento, em Junho, a proprietária acreditava que seria uma abertura fácil. Que teria tempo para aprimorar. Mas enganou-se. A procura foi muito mais alta do que o esperado com A Serenada a estar com lotação completa dias após dias. De tal forma, que já se fala em aumentar o número de quartos para seis. Não mais, para não comprometer a qualidade do serviço.

E, como a aceitação ao vinho tem sido boa, com os clientes a solicitarem as receitas dos pratos que experimentam há também a possibilidade de, no futuro, se realizarem workshops, sempre relacionados com o mundo vinícola.

Inserida numa herdade de 23 hectares, A Serenada – Enoturismo disponibiliza quatro quartos com uma diária que vai dos 75 aos 125 euros.

A Serenada – Enoturismo
RIC 1265, Outeiro do André, Sobreiras Altas
Grândola
Tel.: 269498014 ou 929067027
E-mail: geral@serenada.pt

Artigo publicado no Escape, a 10 de Novembro de 2013.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Anúncios