TAP Air Portugal (2ª Edição) – A História da Companhia Aérea (1945-2013)

Um livro de Alexandre Coutinho e Alda Rocha, com fotografia de André Garcez

Uma edição Contra a Corrente, 2013

tap

A ideia

A privatização da TAP, anunciada para 2014, representará um virar de página na História de uma companhia aérea portuguesa criada em 1945. Surge, por isso, uma oportunidade única para reunir num só volume os momentos mais marcantes e decisivos da História da TAP, tendo por linha condutora a estratégia empresarial, de serviço aéreo estatal (Transportes Aéreos Portugueses) a empresa privada, passando por uma nacionalização, uma sociedade anónima de capitais públicos e uma sociedade gestora de participações sociais (SGPS).

A importância da TAP como companhia de bandeira nacional, primeiro, na ligação às colónias portuguesas no Ultramar, depois, como transporte aéreo entre as comunidades portuguesas espalhadas pelo mundo e embaixadora de Portugal, é outro dos enfoques deste livro, a par das estratégias comerciais seguidas na Europa, em África e no Brasil. A este propósito, foi elaborado um Mapa Mundo com todas as rotas servidas pela companhia desde o arranque das suas linhas comerciais, de 1946 aos nossos dias.

Homens como o General Humberto Delgado (fundador e director dos TAP, em 1945), “Os Onze de Inglaterra” (primeiro grupo de pilotos dos TAP), Alfredo Vaz Pinto (presidente da TAP, de 1959 a 1973), José Gomes Motta (presidente por duas vezes do Conselho de Gerência da TAP, em 1976 e em 1984) e Fernando Pinto (presidente do Conselho Executivo da TAP, desde o ano 2000), desempenharam um papel decisivo ao longo dos últimos 68 anos, demonstrando as potencialidades de uma companhia aérea de bandeira e pondo em prática estratégias de entrada em novos mercados, promovendo a criação de novas rotas e reorganizando os recursos humanos da empresa.

Mais do que enaltecer personalidades e momentos marcantes na vida da empresa, uma companhia aérea vive, sobretudo, dos seus tripulantes, pessoal de terra e aviões. Dos primeiros DC-3 Dakota aos mais recentes A330, não esquecendo os míticos Super Constellation, os primeiros jactos Caravelle, os Jumbos 747, os wide-bodies Lockheed Tristar e Airbus A310, bem como os aviões do futuro, o Airbus A350 XWB, que deverá integrar a frota de longo curso da TAP a partir de 2014. No médio curso, destaque para o papel dos Boeing 727 e 737, bem como de toda a família A320, A319 e A321.

Componente essencial deste projecto, a pesquisa no Centro de Documentação do Museu TAP e no arquivo da ANA Aeroportos de Portugal, constituiu a base de informação para os autores do livro, bem como a recolha de depoimentos dos principais protagonistas da História da TAP. Adicionalmente, foi incluída a consulta de bibliografia dispersa, documentos e arquivos pessoais.

Pela sua estrutura de capítulos, o livro “TAP Air Portugal” pautar-se-á, naturalmente, por ser uma obra de referência no panorama dos livros de história da aviação.

O Livro

Trata-se de uma edição de prestígio, limitada a 1000 exemplares e a um total de 224 páginas, profusamente ilustradas com fotografias de arquivo e actuais. Em função do conceito apresentado e dos conteúdos propostos, o livro “TAP Air Portugal” foi impresso num formato rectangular, com uma largura de 25,5 cm e uma altura de 32 cm, e em papel couché de gramagem superior (170 gr), com capa dura.

O livro “TAP Air Portugal” é lançado pela editora Contra a Corrente, vocacionada para os livros de prestígio, de empresa ou de autor. Em 2011,editou o livro “F-16 Falcões e Jaguares”, seguindo-se os livros “100 Anos Chevrolet” (edição comemorativa do Centenário da Chevrolet), “Opel Ampera – Nova era na mobilidade eléctrica”, “A Evolução do Automóvel”, de José Miguel Mira, “Mais Alto e Mais Longe – Escalar por uma Causa”, de Ana Pinto da Costa e Ângelo Felgueiras, os três últimos em 2012.

Patrocinadores

A produção independente de livros de autor não pode ser uma realidade sem o apoio de patrocinadores institucionais e financeiros. Neste sentido, os autores do livro “TAP Air Portugal” contaram com o apoio de pessoas, empresas e instituições: Gestair Flying Academy, Lauak Portuguesa, Ideias Aventura/GoPro, Hélia Oliveira e APPLA (Associação dos Pilotos Portugueses de Linha Aérea).

Os Autores

Alexandre Coutinho – Jornalista free lance e escritor, é natural de Lisboa, onde completou a Licenciatura e o Mestrado em Comunicação Social. Iniciou a sua carreira em 1986, no O Jornal, ingressando em 1988 na Secção de Economia do Expresso, de que foi editor (1998-2000) e onde trabalhou até ao final de 2010. Desde 2007, é também editor da revista de aviação Sirius Magazine. Em 1995, criou as páginas Viagens no Meu Planeta e Volta ao Mundo de Faca e Garfo, no portal Janela na Web e, em 2009, o blogue Vida na Terra, no sítio do Expresso. Além de colaborações em diversas publicações, é autor dos livros “O Mensageiro de Fidel”, “Como se Faz um Presidente”, “Chevrolet em Portugal”, “Microcrédito em Portugal – Uma Nova Oportunidade”; “Auto Palace – Um Século de Vida”; “A Irmandade dos Romeiros”; “F-16 Falcões e Jaguares”; “100 Anos Chevrolet” (os últimos seis em co-autoria); e mais recentemente, “Opel Ampera – Nova era na mobilidade elétrica”. Editou para o Expresso a obra colectiva “50 Lojas com Histórias”. É co-fundador da editora Contra a Corrente, Lda.

Alda Rocha – Jornalista free lance, é natural do Porto, mas foi em Lisboa que se licenciou em Comunicação Social. Iniciou a carreira em 1994 no jornal Público, seguindo-se A Bola e o Expresso. A trabalhar como independente desde 2001, multiplicam-se os títulos em que publicou reportagens, como El Mundo, Expresso, Lifecooler, Sirius Magazine, Up, Visão ou Visão Júnior, na exacta medida da sua vontade de contar histórias. O interesse por investigação científica está sempre presente. Fez parte dos guionistas do programa Mega Ciência, exibido pela SIC em 2004, além de ser autora e repórter do programa Inovadores, exibido pela TVI24 em 2011. Paralelamente mantém trabalhos de ‘copy desk’, tendo revisto livros de temas diversos, desde crónicas de viagens a futebol, e fez parte das equipas fundadoras do jornal Metro e do jornal i.

André Garcez – André Garcez é fotógrafo a tempo inteiro, com o Curso Profissional de Fotografia no Instituto Português de Fotografia em 2011. Começou a sua carreira em 2008, com a Associação Portuguesa de Aviação Ultraleve (APAU) e, desde então, tem colaborado com várias organizações de aviação, com destaque para a Sirius Magazine, Força Aérea Portuguesa e jornal Aeronews e também é editor de fotografia da revista “Voar” da APAU. André é um membro da Associação Portuguesa dos Entusiastas da Aviação (APEA). Em 2010, tornou-se juiz estagiário para competições de voo acrobático e tem experiência como assistente de juiz em competições internacionais. Em 2011, publicou o seu primeiro livro em co-autoria, com o apoio da Força Aérea Portuguesa, intitulado “F-16 Falcões e Jaguares”, e é o único livro sobre os Vipers portugueses.

Contactos

Para mais informações, fotografias em alta resolução e pedidos de livros: livroscontraacorrente@gmail.com

Visite a página no Facebook: www.facebook.com/LivroTapAirPortugal

Anúncios